LAB EVANGÉLICO
Sindicato Rural de Anápolis
Grupo Vibracom

Obra de R$ 350 milhões

A previsão é de que até o final de 2018 o Aeroporto de Cargas, obra de R$ 350 milhões, seja entregue pelo Governo do Estado. Um total de mais de 80% das obras de implantação da pista do Aeroporto de Cargas de Anápolis já está concluído. A pista, com três quilômetros de extensão no sentido norte-sul, 45 metros de largura, está dotada de faixas de acostamento de 7,5 metros de cada lado. A área de escape de 150 metros de um lado e de outro, totalizando 300 metros a fita de aproximação. A base será de 20 centímetros, e a sub-base (camada abaixo da capa asfáltica) também de 20 centímetros. A capa asfáltica terá 12 cm de espessura.

A logística que representa ônus para milhões de consumidores na região Centro-Oeste e de estados próximos, como Tocantins, Maranhão, parte do Triângulo Mineiro entre outros, vai mudar com o Aeroporto Internacional de Cargas de Anápolis. Mercadorias procedentes de outros países, entre elas componentes eletrônicos, ainda passam pela rota do espaço aéreo de Goiás, com destino ao Sudeste. De lá retornam ao centro do país, através de transporte rodoviário com novos e evidentes encargos.
Tão logo o Aeroporto de Cargas de Anápolis comece a funcionar este e outros produtos, desembarcarão na cidade com flagrante redução de custos para empresas e consumidores.
A visão de segmentos como a da Federação das Indústrias do Estado de Goiás-Fieg ressalta a importância do aeroporto no que concerne ao setor de fabricação de medicamentos. O Aeroporto de Cargas de Anápolis vai encaminhar condições para que o estado de Goiás faça a importação direta de matérias-primas para o fabrico de remédios com abatimento de custos. Este benefício fortalecerá o mercado goiano que vai oferecer produtos farmacológicos com menor preço.