Emisa Construtora
Grupo Vibracom
ABIMDE

Anápolis Trevo do Brasil

Em decorrência de sua localização geográfica, Anápolis é uma das cidades mais privilegiadas do interior do Brasil. Está implantada na porção goiana do Planalto Central – o “Coração do Brasil”. Anápolis está entre duas capitais: Brasília e Goiânia. Estas três cidades – Anápolis, a “Capital Industrial de Goiás”; Brasília, a capital do país; Goiânia, a capital de Goiás – formam a protometrópoles do centro geográfico do Brasil.

Estes centros urbanos, que concentram população de 7,5 milhões de habitantes, consubstanciam o segundo maior mercado consumidor do país, somente superado por São Paulo e Rio de Janeiro. É este o aglomerado de maior densidade populacional do Centro-Oeste brasileiro.

Anápolis é o terceiro maior município do interior de Goiás em adensamento populacional (369 mil habitantes). A cidade é classificada como um dos mais importantes ramais rodoviários do Brasil. Nela se encontram ou se entrelaçam as BRs 060, 153 e 414, e três rodovias estaduais, as GOs 222 e 330. É no município de Anápolis que se dá a aproximação da Ferrovia Norte-Sul com a Ferrovia Centro Atlântica.

Esta ponte entre as duas linhas férreas – que cruzam o Brasil de norte a sul, passando pelo Centro-Oeste – vai acontecer precisamente no Distrito Agroindustrial de Anápolis. É ali que está o “Km Zero” da Norte-Sul. A história de Anápolis tem íntima relação com os segmentos comercial e industrial. É um grande centro comercial e tornou-se, desde 1976, sede do maior e mais pujante distrito industrial do estado.

BR 153

A BR-153, que parte de Aceguá (RS) chega a Marabá (PA). Nesse caso ganha mais três denominações. A primeira a de Rodovia Belém-Brasília ou Transbrasiliana. Por fim homenageia o engenheiro encarregado de estender a BR-153 ao norte do país e que tombou durante a sua construção. Daí, a Rodovia Engenheiro Bernardo Sayão. Quarta maior rodovia do Brasil, com 4.355 quilômetros, faz parte do eixo de integração nacional. É precisamente em Anápolis, que ela, no ponto em que faz uma linha perpendicular à BR-060, toma a direção da Região Amazônica e passa a ser conhecida como Rodovia Belém-Brasília e nomeia Anápolis como “Portal da Amazônia”. Ao longo de todo o seu percurso de 4355 quilômetros a BR-153 passa pelos estados do Pará, Tocantins, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

 

BR 060

A BR-060 é uma rodovia radial, isto é, leva à capital do Brasil. Ela se interliga à BR-153 e permite notar a curta quilometragem entre Anápolis e Brasília: 130 quilômetros em pista dupla. Com 1.459 quilômetros de extensão, a BR-060 tem início no DF e atinge Bela Vista (MS), na fronteira Brasil-Paraguai.

 

BR 414

Na junção com a BR-153, surge a Rodovia BR-414. Liga Anápolis e Niquelândia. É uma rodovia de pertinência federal, mas que tem “domicílio” exclusivo em Goiás. É projetada para ligar Porangatu a Niquelândia. Ela permite conexão com duas outras rodovias federais, a BR-070 e a BR-080. No total a BR-414 tem 411,7 quilômetros.

 

 

%d blogueiros gostam disto: