GENESIS OFFICE
LAB EVANGÉLICO
FAMA

Carga aérea vai ganhar mais competitividade

O Aeroporto Internacional de Cargas de Anápolis vai funcionar como um centro de distribuição para o país. Esta dedução decorre do fato de que o estado de Goiás tem localização estratégica, no centro do País, o que significa que num raio de 1.300 quilômetros os produtos goianos alcançam, no espaço de pouco mais de uma hora, por via aérea, a massa de consumidores de cerca 150 milhões de pessoas.

O Aeroporto de Cargas de Anápolis vai representar um avanço para este modal de transporte. Isto porque Goiás é um centro de manutenção de aeronaves, sendo 18 oficinas em Goiânia e uma em Anápolis (Asas de Socorro).

Ainda é diminuta a figuração do transporte aeroviário de cargas no Brasil, a tal ponto que não passa de 1% da movimentação. A maioria é feita por ferrovias (20%). O restante (70%) por caminhões. A carga que vem de Manaus cruza o espaço aéreo de Goiás, vai para São Paulo, para depois retornar para o Centro-Oeste. Também no caminhão essa carga sai de Manaus e totalizando 17 dias, chega a São Paulo, vai para as grandes redes e só depois chega a Goiás”.

O Aeroporto de Cargas de Anápolis revela primordial importância para o desenvolvimento não só de Anápolis, mas de Goiás, da região Centro-Oeste e do Brasil, onde o risco de apagão logístico indica a necessidade urgente de melhorias nos sistemas rodoviário, ferroviário e principalmente no sistema aeroportuário. Trata-se de obra estratégica, para o grande centro logístico em formação no município de Anápolis. Tal centro logístico envolvendo a Plataforma Logística Multimodal de Goiás, que integrará os sistemas de transporte rodoviário, ferroviário e aeroviário.

O modal de transporte múltiplo que suprirá Anápolis com a ativação do Aeroporto Internacional de Cargas, será mais um indutor no aumento da economia local, imprimindo mais rapidez no processo de exportação/importação. A um só tempo o governo estadual coloca em ação um programa que visa a atração de novas indústrias para o Distrito Agroindustrial de Anápolis (DAIA), promovendo, para tanto, a ampliação da área daquele polo industrial.

Na atualidade e considerando o avanço tecnológico, industrial e comercial de Goiás, todo e qualquer investimentos em logística, concorrerá para o barateamento dos custos de tudo o que se produz no estado. Em um patamar mais avançado, significa que todos os produtos brasileiros e goianos serão mais competitivos no mercado internacional.
Assim é que o Aeroporto de Cargas de Anápolis disporá de ampla estrutura física para recebimento, armazenamento, classificação e embarque de mercadorias.